Por que a acessbilidade na indústria também é importante? De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há milhões de pessoas com deficiência em todo o Brasil.

Apesar disso, apenas uma parcela delas pode exercer plenamente sua cidadania, por conta de um problema: a falta de acessibilidade nos mais diversos espaços, sejam eles públicos ou privados.

Isso, por sua vez, cria uma barreira desnecessária para que eles ingressem no mercado de trabalho e até mesmo para que usem os serviços públicos.

Vale ressaltar que, ao contrário do que muitos pensam, a indústria não é exceção: é muito importante que as instalações de uma fábrica estejam preparadas para receber pessoas com deficiência.

Afinal, nunca se sabe quando será feita a contratação de um profissional com essa característica ou mesmo quando o local receberá a visita de um investidor em potencial que a tenha.

Quer saber mais sobre como tornar a sua empresa acessível? Então continue lendo e confira alguns pontos interessantes a respeito disso:

O que é acessibilidade?

Ao contrário do que muitos pensam, tornar um local acessível é muito mais do que simplesmente instalar uma plataforma de acessibilidade para escadas e dar a tarefa como concluída.

Na verdade, essa tarefa envolve eliminar todas as barreiras que podem impedir o livre trânsito de pessoas com deficiência em determinado local. Consequentemente, ela envolve a instalação de itens tais como:

  • Rampas;

  • Pisos táteis;

  • Alertas sonoros;

  • Elevadores e/ou plataformas elevatórias para cadeirantes.

Vale ressaltar que, com a promulgação do Estatuto da Pessoa com Deficiência, há uma série de normas que devem ser seguidas.

Da mesma forma, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) fixa padrões mínimos para a instalação de tais itens, como será visto mais adiante.

O que é preciso ter mente a respeito dela?

Como tornar um espaço acessível é muito mais complexo do que boas pessoas pensam, é preciso ter em mente que indica-se a elaboração de um projeto completo para o local.

Lembre-se: esse fator é tão importante em um ambiente industrial quanto a temperatura ou a ventilação do local que abriga a linha de produção.

Quer aprender mais sobre isso? Então continue lendo e confira algumas coisas a ter em mente ao tornar uma indústria mais acessível:

Há normas legais a respeito da acessibilidade

Há alguns anos, proprietários de estabelecimentos comerciais nem sequer pensavam que a presença de uma escada ou a ausência de um piso tátil poderia ser um problema.

Entretanto, recentemente, foram promulgados diplomas legais que regulamentam a prática, e fixam padrões mínimos. Ainda de acordo com eles, quem descumpre tais normas está sujeito à aplicação de sanções.

Por exemplo: assim como um controlador de temperatura digital deve estar bem instalado para que funcione adequadamente, um corrimão com um diâmetro muito grande ou que esteja muito perto da parede não servirá como apoio para pessoas com dificuldades de locomoção.

Por conta disso, é essencial verificar o que dizem os diplomas legais a respeito do assunto, de modo que não seja cometido nenhum erro na instalação de tais itens.

A diversidade faz bem ao estabelecimento

Atualmente, uma das maiores dificuldades de pessoas com deficiência é encontrar o seu lugar no mercado de trabalho.

Isso pois, em muitos casos, por mais que uma empresa esteja disposta a contratá-las, seu ambiente não é preparado para recebê-las, impedindo sua circulação por ele e, em muitos casos, a realização de suas tarefas.

Entretanto, diversos estudos e consultorias apontam que a diversidade é benéfica para um negócio: quando mais diferentes forem as pessoas que trabalham em um local, maiores são as suas chances de sucesso.

Assim, ao tornar uma indústria acessível, é preciso olhar para essa intervenção como um investimento no futuro do negócio, assim como a compra de um novo equipamento, como um sensor de distancia laser de última geração.

Todos os aparatos devem ser acessíveis

Um dos princípios por trás de locais acessíveis é que todos os seus espaços possam ser usufruídos por pessoas com deficiência, sem exceção.

Por conta disso, não adianta investir em um projeto parcial: é fundamental que ele inclua todos os ambientes da fábrica.

Por exemplo: caso um profissional cadeirante não possa chegar ao local onde há um medidor de temperatura necessário para o exercício de suas funções, isso significa que o ambiente é problemático, e que isso deve ser sanado o quanto antes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *