Na maioria dos casos, para que um produto chegue às mãos do consumidor final, há várias etapas e processos intermediários que fazem a ponte entre a matéria-prima extraída da natureza, e o produto final, nas prateleiras, estoques, empresas, e residências. Um desses processos é o transporte de cargas.
É muito comum que os materiais percorram longas distâncias e milhares de quilômetros (seja por terra, ar, ou vias marítimas) para ser processado e depois distribuído. E com o intenso desenvolvimento da comunicação e da tecnologia, a busca por melhores mercados e fornecedores, se expande cada vez mais. De tal maneira que, provavelmente, grande parte das coisas que estão em nosso dia a dia veio, ou possui componentes provenientes, de outras partes no mundo.

O aparelho que você está usando para ler neste momento, seja notebook, smartphone, tablet ou desktop, tem grande chance de ter sido fabricado em um local bem distante do seu, com peças que vieram de locais ainda mais distantes, e materiais extraídos e processados em outros locais muito mais distantes.

Por este motivo, a tecnologia de informação é uma das bases da economia moderna. E outra base, sólida e fundamental, é a logística. Mas afinal, o que é logística e por que é tão importante?

Transporte de cargas, principal parte do mercado

Logística é o ramo que engloba projetar, avaliar e implantar sistemas de armazenamento, manejo, transporte e entrega de produtos dentro de uma empresa.

Uma boa logística não nos diz apenas “o que fazer”, mas nos diz também “como fazer”, de maneira que a atuação, em todos os processos envolvendo o manejo dos produtos, possa ser feita da maneira mais segura e eficiente possível.

Um fator de extrema importância para qualquer tipo de trabalho é o maquinário. É essencial analisar:

  • Qual é o trabalho a ser feito?
  • Que tipo de profissional será necessário para isso?
  • Quais os recursos e ferramentas necessárias para essa realização?

Olhando com mais cuidado o terceiro ponto, vemos que não adianta ter a melhor ideia, e contratar os melhores profissionais para executá-la, se não há ferramentaria adequada para a execução.

Bons pregos, e um ótimo empreiteiro não poderão fazer muita coisa sem um martelo. Então, confira agora os tipos de maquinários que não podem faltar no transporte de carga, e como cada um se encaixa para uma melhor eficiência.

Carrinho de carga

O carrinho de carga é feito para suportar grandes quantidades de peso. Muito utilizado, e necessário, no transporte de cargas.

Com um carrinho de transporte adequado, a produtividade aumenta de maneira exponencial, facilitando o transporte e manejo de produtos e materiais, quaisquer que sejam eles.

Existem vários tipos de carrinhos de carga, e cada um deles é recomendado a serviços distintos. Por exemplo: carrinhos de bagagens em aeroportos, carrinhos manuais de correspondência interna – usados em empresas, carrinhos manuais de carga – usados em galpões, armazéns e estoques.

Elevador de carga

O elevador de carga é diferente do elevador social, presente na maioria dos edifícios residenciais e comerciais. Ele é voltado para o transporte de produtos e materiais, e não de pessoas.

Esses elevadores, por terem esta característica, oferecem maior confiabilidade e segurança para o transporte de carga. Reduzindo os riscos de acidentes, facilitando o embarque e desembarque de objetos, e suportando a cargas necessárias de acordo com sua finalidade. Um bom elevador de carga preço a se pagar pode ser R$6000,00.

Plataforma elevatória

De modo semelhante aos elevadores, as plataformas elevatórias tem como função o deslocamento vertical. Elas podem ser usadas para alcançar lugares altos, que seriam difíceis ou inviáveis de serem alcançados com escadas comuns ou andaimes.

Elas se diferenciam por ser de fácil deslocamento (diferente de andaimes fixos) e oferecerem maior área sem precisar de apoio (diferente das escadas).

São muito usadas por pintores, limpadores de vidro, bombeiros, equipes de resgate, funcionários de companhias elétricas (para manutenções nas ruas), em supermercados, estoques, armazéns, fábricas e quaisquer outras áreas que necessitem que uma pessoa esteja em altura elevada sem precisar, necessariamente, de uma parede de apoio e que possa ter as mãos livres para executar tarefas.

O transporte inadequado pode afetar a saúde e bem-estar dos funcionários, e a integridade da carga

O equipamento utilizado sempre varia de acordo com a demanda. Além de diminuir a produtividade e correr risco de prejudicar a carga, a implantação de medidas inadequadas ou insuficientes pode causar acidentes desastrosos.
Atenção e cuidado na hora de decidir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *