O aço inoxidável foi descoberto no início do século XX, por Harry Brearley, que chegou na liga por acaso, enquanto buscava de fato uma liga que resistisse ao desgaste.

Embora apresente maior tolerância a ataques químicos, o aço inóx se caracteriza por:

  • Resistência mecânica superior
  • Alta durabilidade
  • Estabilidade em temperaturas extremas
  • Aparência higiênica
  • Baixo custo de manutenção
  • Facilidade de limpeza

Aplicabilidade em processos higiênicos

Compatível com lavagens com água superaquecida sob alta pressão, o flange de inox complementa montagens de processos de alimentícios e bebestíveis, além de fármacos e artigos de uso hospitalar.

Quimicamente estável, o aço inóx impede a formação de óxidos, que, além de potencialmente tóxicos, poderiam se tornar meio de cultura de microorganismos.

O acabamento dos componentes em inox proporciona visibilidade aos resultados de higienização.

Aumentando a confiabilidade das instalações e dos processos, tornando o investimento em flange inox preço justo para o desempenho.

Mutabilidade em processos

A necessidade de se modificar processos é sempre uma perspectiva, seja em caráter temporário, seja em permanente.

O fato é que tubulações, mesmo as de inox, estão sujeitas a demandar bloqueios, e o modo mais simples de se conseguir este efeito é pelo uso de flange cego inox, o que possibilita manter a coerência da tubulação.

O flange cego tem o efeito de preservar a geometria da tubulação remanescente, seja para restauração futura, seja para instalação de tubulação diferenciada, ou simplesmente conservar o status de bloqueio sem data para remoção.

Inox 316

À semelhança de outros aços inoxidáveis, o inóx 316 traz uma composição de Cromo estimada em 10,5%, e trazer Molibdênio em sua composição, o que torna o flange inox 316 notavelmente mais resistente.

Tabelamento

Por se tratar de produto de uso padronizado, o flange de inox depende de dimensionamento correto para assegurar a adaptabilidade exata.

Assim, as tabelas documentam flanges cegos (ANSI e DIN), flange roscado, flange sobreposto (plano liso DIN), flange com pescoço (welding neck DIN), flange sup-on (ANSI), flange sobreposto (plano liso ANSI), flange com pescoço (welding neck ANSI).

Ver também flange inox tabela.

Tipos de flanges de aço-Carbono

São listados os seguintes tipos principais:

  • Flange roscado
  • Flange sobreposto
  • Flange deslizante (com pescoço para solda)
  • Flange de pescoço
  • Flange cego, e,
  • Flange de encaixe com solda

O flange sobreposto é montado ao redor do tubo, recebendo soldagem externa e interna.

Mais estreito que outros modelos de flange de aço, tolera pressões e esforços moderados.

Já o flange roscado proporciona solução de custo baixo, viabilizando conexão via rosca cônica, opcionalmente admitindo soldagem.

O flange de pescoço é denominado em inglês como flange com pescoço para solda.

Uma vez montada, passa por inspeção via raios X, tolerando altas pressões.

O flange cego possibilita vedar tubulações, interrompendo a vazão de fluidos em tubulações, finalizando linhas, e interrompendo sua passagem em bombas e válvulas.

O flange de pescoço constitui talvez o tipo mais flexível, possibilitando cobrir à maior parte das aplicações industriais.

Proporciona montagem que resulta nos melhores índices de aperto, combinado com tensões mínimas.

Operante soldado à borda superior do tubo, assegura vazão praticamente isenta de turbulências.

Vedações

Às semelhança de flanges fabricadas em PVC, bronze, latão ou Alumínio, os flanges de aço necessitam de uma mídia macia para prensar entre as faces de contato.

Que podem ser compostas, entre outros materiais, de fibras naturais ou sintéticas, de papelão hidráulico ou teflon, etc..

Montagem

No ato da instalação é importante dispor de dados exatos quanto à montagem. Supondo que as bitolas e comprimentos de parafusos estejam corretas, deve-se conhecer os valores de torque a ser aplicado nestes.

O instrumento a ser usado é um torquímetro, que para todos efeitos se parece com uma chave-canhão dotada de catraca.

A qual, porém, traz ajuste de torque calibrado, de modo que, quando o torque ajustado é atingido, a catraca cessa o aperto sobre o parafuso.

O aperto se inicia com a introdução de todos os parafusos passantes, todas as arruelas lisas e de pressão, assim como as porcas, sejam convencionais, sejam autotravantes.

O aperto deve ser iniciado manualmente, até ser atingido o limite de torque possível de se obter deste modo.

Um modo de avançar com o aperto é fixar um limite abaixo do especificado, e evoluir no torque para todos os parafusos, até obter o torque especificado em todos.

Muitas outras aplicações são viabilizadas por flanges, inclusive sustentação de medidores e indicadores, motores e atuadores, viabilizando sistemas automáticos de transportes, hidráulicos e pneumáticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *