No século XIX, os processos para produção de peças eram artesanais e obrigavam que os trabalhadores exercessem movimentos repetitivos, o que ocasionava uma série de desgastes físicos, tanto ósseos quanto musculares.

Diferentemente das máquinas de precisão e dos equipamentos hidráulicos e pneumáticos, utilizados nos métodos modernos de usinagem em peças, que chegam à perfeição dimensional.

As máquinas antigas eram obsoletas e ocupavam andares inteiros para realizar simples tarefas, ocupando espaço e consumindo mais tempo.

Entenda a importância de determinados itens na indústria

Hoje em dia, a indústria conta com o conhecimento da ciência, somado a máquinas cada vez mais modernas, as quais nem sonhamos em ter em nosso kit ferramenta.

Os processos de usinagem estão cada vez mais futuristas e, muito deles, não sabemos ao certo para o que serve, como por exemplo, a máquina de eletroerosão a fio.

A eletroerosão a fio é um equipamento industrial desconhecido por muitos, que tem como principal função a usinagem de peças, através de descargas elétrica.

Há um tempo utilizavam este processo para obter o pó metálico e, assim, fundir peças para todos os setores mas, atualmente é utilizada para adquirir o delineamento passante para a montagem de fios e peças.

Há equipamentos que desencadeiam papéis fundamentais na indústria e que, habitualmente, os vemos em nossas rotinas, mas muitos desconhecem como se dá seu funcionamento.

É o caso dos transformadores, os vemos cotidianamente em postes de energia e em empresas com grande demanda de energia, contudo não sabemos a sua funcionalidade.

Os transformadores são responsáveis por captar a energia corrente em energia alternada e possuem, em sua estrutura, diferentes números de enrolamento (bobinas).

Como também diferentes tipos de resfriamentos em suas bobinas, como o resfriamento a óleo e a seco. Há transformadores que não são instalados através da corrente alternada da concessionária de abastecimento elétrica.

Como, por exemplo, as baterias de carros. A bateria gera energia alternada para o alternador e, consequentemente, há transferência de força motriz para o motor de seu carro e aos componentes elétricos.

O compressor de ar, também é outro componente pouco desconhecido, mas muito utilizado para o funcionamento de uma grande gama de equipamentos, utilizados no dia a dia.

Que necessitam da força pneumática, para a compressão de gases para seus funcionamentos. O compressor de ar é um aparelho que utiliza a transmissão de circuitos elétricos.

Como botoeiras (pulsadora ou com trava), relé de proteção e indicadores luminosos, com a combinação do sistema pneumático sob pressão de um fluido em estado gasoso (ar, hidrogênio e vapor de água).

O compressor de ar pode apresentar muitas variação de tamanhos e finalidades, para as mais diferentes indústrias, seja para os setores médicos, que utilizam a força pneumática para as ventilações mecânicas de gases comprimidos.

Seja em oficinas mecânicas, que utilizam cilindro pneumático parker, para a instalação de uma parafusadeira pneumática ao montar e desmontar um jogo de rodas.

Saiba como funciona um sistema pneumático

Os itens que integram-se ao sistema pneumático e são desconhecidos para a maioria das pessoas são:

As tesouras pneumáticas

Conhecidas também como corta-jitos, que são utilizadas para a instalação de robôs e máquinas, para o corte de plástico ou metais ou outros itens que necessitem de pressão e precisão.

O pinador pneumático

No dicionário, pinador significa uma espécie de cravador, furador. O pinador pneumático conta com um sistema rotativo, que permite a fixação de grampos, pregos e fixadores, para a instalação de itens como rodapés, cadeiras e esquadrias.

Por isso, este equipamento é muito utilizado por tapeceiros, marceneiros, moveleiros, etc. À vista disso, os tipos de pinos podem variar, de acordo com a utilização do trabalhador.

Os pinadores podem variar em relação à sua pressão, rosca e armazenamento de pinos (em média 100 são armazenados em cada pinador).

Chave catraca pneumática

A chave catraca pneumática é um equipamento que não é tão conhecido, mas para aficionados por carro e máquinas, é sabida a sua importância, antes mesmo dos sistemas pneumáticos evoluírem essa ferramenta.

Isso porque ela permite que, ao apertar os parafusos, não haja necessidade de reposicionamento da chave toda hora, pois a catraca dentro da estrutura da chave, retém o soquete fixo.

Enquanto somente o braço da chave é posicionado. Na chave catraca pneumática, os parafusos, porcas e roscas, em geral, são apertados sem haver necessidade de reposicionar o braço da chave, assim como, nos pit stops de Fórmula 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *