Talvez a primeira razão para o desenvolvimento da galvanoplastia tenha sido a tendência do Ferro a oxidar e se desfazer.

O óxido de Ferro, ou ferrugem, tende a se estufar, o que expõe as camadas de Ferro imediatamente abaixo, que começam a se oxidar imediatamente após a ferrugem estufada se desprender, evoluindo assim até o Ferro ser consumido completamente.

 

Outros metais acabam protegidos pelos óxidos superficiais, caso do Alumínio, mas não do Ferro e da maioria de suas ligas.

 

A Galvanoplastia foi descoberta por Luigi Galvani no século XVIII, resultando na aplicação superficial de metais diversos:

 

  • Ouro;
  • Prata;
  • Níquel;
  • Cromo;
  • Cobre;
  • Zinco.

A aplicação galvânica de metais nobres (Ouro ou Prata) viabilizou a fabricação de bijuterias; acabamentos estéticos e protetores, como a aplicação superficial de Níquel ou Cromo; aumento de condutividade pela aplicação superficial de Cobre; e proteção contra oxidação, pela aplicação superficial de Zinco.

Zincagem

Também chamada de Galvanoplastia a fogo, ou galvanoplastia a quente, a Zincagem produz uma camada extremamente resistente à oxidação e à corrosão. O processo foi inicialmente descoberto em 1741, pelo francês Melouin.

 

Por admitir processo alternativo à galvanoplastia, acabou descoberto antes desta, mas só foi patenteada por Sorel, em 1837.

 

De fato, o Zinco é um dos metais mais completo dentre os conhecidos, reagindo em lugar do metal recoberto.

Aplicações modernas

Já no século XX, componentes para aplicações hidráulicas, como o  Niple galvanizado, tornaram-se padrão.

 

O acabamento preserva o aço contra oxidação, prolongando a vida útil das tubulações ao longo de décadas(a).

 

Vale algo semelhante para os eletrodutos metálicos, que no Brasil costumeiramente são embutidos nas paredes.

 

Eletrodutos, embora não estejam expostos constantemente à unidade como acontece com a rede hidráulica, têm contato com o ar, que carrega altos percentuais de vapor de água.

 

De modo semelhante, quando ocorre algum vazamento na rede hidráulica, a umidade impregna o concreto, escorrendo inclusive em direção à rede elétrica; nestas horas, é o uso de um Eletroduto galvanizado preço justo para evitar a oxidação e a corrosão da tubulação de energia elétrica.

 

O nipple é de fato um elemento de compatibilização de padrões de tubulação.

 

Uma rede de distribuição de água predial, nas proximidades da caixa de água começa com um diâmetro de algumas polegadas, medida que se estreita conforme se aproxima das unidades (apartamentos), seja pela demanda de vazão, seja para conservar a pressão.

 

Ora, elementos de derivação, Ts e Ys, são fornecidos com diâmetro único: as reduções são feitas via  Niple aço galvanizado.

Outras conexões

O projeto de redes hidráulicas, sejam de água potável, sejam de água para rede de combate de incêndios ou de águas servidas, geralmente levam em consideração os volumes de água por deslocar, as vazões máximas e os desníveis por superar, resultando as bitolas da tubulação e seus comprimentos.

 

Quando da montagem, geralmente nem sempre é possível afirmar quais roscas serão macho e quais serão fêmea.

 

Ocorrendo incompatibilidades de gênero, é comum a necessidade de conexões do tipo Niple galvanizado duplo, ou mesmo luva galvanizada.

Impactos

Conhecidos os resultados esperados pela atividade, é importante destacar as implicações para o funcionamento da empresa.

 

A galvanoplastia é considerada uma atividade insalubre. Isto tem impacto sobre os funcionários que trabalham diretamente no processo, sobre os demais funcionários, sobre o ambiente interno da empresa, e sobre a segurança ambiental.

 

De imediato, a empresa precisará de alvarás para operação, constituir uma CIPA[v] (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), e contratar ou implantar um SESMT (Serviço Especializado de Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho).

 

Uma vez constituídas estas entidades, a empresa necessitará de se documentar com o PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais), do PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional), das atas de eleição da CIPA e da realização da SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho).

 

Não se deve tampouco esquecer que trabalhadores expostos a ambientes insalubres têm direitos a aposentadorias diferenciadas, proporcionalmente ao tempo no qual tiverem trabalhado na função.

 

Para tanto, a empresa deve gerar, para cada funcionário exposto a ambiente insalubre, o PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário), e cadastrá-lo junto ao INSS (Instituto Nacional de Seguro Social).

 

Uma vez que o SESMT emita o LTCAT[xii] (Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho), a empresa deverá constituir e treinar sua Brigada de Incêndio, e obter o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros).

 

Só então, poderá iniciar suas operações, supondo que nenhuma exigência operacional foi esquecida, e que a empresa está constantemente sujeita a fiscalização sem prévio aviso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *